Direção Nacional da ASPFA reúne-se com Almirante CEMA Gouveia e Melo

A 15 de julho foi a ASPFA recebida em audiência por S. Exa. O Chefe de Estado-Maior da Armada, o senhor Almirante Gouveia e Melo, assessorado pelo seu Chefe de Gabinete, o senhor Vice-Almirante Proença Mendes.

Com profundo conhecimento da realidade do pessoal faroleiro por parte dos senhores Almirantes, consideramos que foi extremamente relevante esta audiência.

Foram abordados e realçados alguns dos assuntos que mais preocupam os faroleiros, tais como: o nosso enquadramento legal, a falta de pessoal, a progressão e o acesso à carreira, o processo dos movimentos, o futuro da profissão, e a segurança na abertura dos faróis ao público.

Reafirmados os nossos cumprimentos ao senhor Almirante Gouveia e Melo pelo cargo assumido há alguns meses como nosso Almirante CEMA e AMN, foi-nos com agrado transmitido, o seu forte empenho em resolver um problema que tem décadas. 

Considera a Direção Nacional da ASPFA que foi dado um importante passo na continuação da resolução dos problemas de classe do pessoal do Grupo 6 do QPMM, os Faroleiros e os Faroleiros Técnicos. Queremos contribuir para que finalmente, ao fim de décadas de espera, possamos ter o enquadramento certo da nossa profissão, devidamente adequada aos desafios a que é submetida.

Faroleiro, uma profissão vinda dos séculos antigos, mas perfeitamente integrada no século XXI.

A Direção Nacional da ASPFA

15 de julho de 2022

2 comentários em “Direção Nacional da ASPFA reúne-se com Almirante CEMA Gouveia e Melo

  1. João palma Responder

    Bom trabalho ,muitos parabéns e continuem estão no caminho certo . Forte abraço para todos .
    Far. Palma

    • Correia Responder

      Camaradas,tendo recentemente aderido á condição de sócio da vossa associação, quero expressar todo o meu apoio, assim como louvar todas as iniciativas até agora tomadas pela ASPFA no sentido de que todas elas tenham o intuito de colocar não só os camaradas Faroleiros mas tambem o restante pessoal Militarizado, numa condição dignamente merecida e de elementar justiça para quem serve esta grande instituição de seu nome Marinha de Guerra Portuguesa. O caminho faz-se caminhando…e passo a passo o tão desejado estatuto,um dia será uma realidade. A todos os que servem a ASPFA, o meu muito obrigado pela entrega, esforço e dedicação em prol de todos os Militarizados.

      Sota-Patrão 1 CL
      Cação Correia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *